Machado de Assis
Machado de Assis

Considerado um dos maiores romancistas brasileiros, Joaquim Maria Machado de Assis (Rio de Janeiro, 1839-1908) sempre foi um autodidata, passando por diversas profissões, de aprendiz-tipógrafo até redator no Diário do Rio de Janeiro. Casou-se aos trinta anos com Carolina Augusta de Novais que viria a falecer em 1904, sem lhe dar filhos. Em seus últimos anos seria um funcionário público que chegou ao cargo de diretor-geral de Contabilidade no Ministério da Viação e, paralelamente a isso, um escritor totalmente apto em sua arte. Machado de Assis desenvolveu a habilidade de manter-se longe dos excessos sentimentais do Romantismo e da frieza mecânica do Naturalismo/Realismo, desenvolvendo um estilo próprio onde seus pensamentos criavam objetos perfeitos capazes de provocar no leitor aquela admiração particular pelo esforço grandioso de sua composição das relações humanas.
Nesse caminho, o autor trilhou por vários momentos diferentes até chegar aos títulos que o fariam ser mais lembrado, Dom Casmurro, Memórias Póstumas de Brás Cubas, O Alienista e Quincas Borba, mas a fonte sempre muito maior. Sua lista de romances e contos é variada e rica de estilos e experiências, e nesse meio é que encontramos Helena.
Considerada uma obra do Romantismo tardio, onde o molde do gênero foi reproduzido sem muita variação, Helena tem seus aspectos de valor. É nessa obra que o autor adquiriu a desenvoltura e fluências necessárias para criar as soluções estilísticas e o seu modo próprio de dizer coisas que o distinguiria de outros autores. Essa capacidade de atenuar situações que seriam o ponto artificial da obra, para torná-las mais humanas está exclusivamente impressa em seu modo de narrar, sempre dando chance a algo maior, à reflexão sobre os comportamentos padronizados da sociedade que trariam consigo o peso de consequências, nem sempre positivas. Essas características seriam amplamente utilizadas em suas obras posteriores - Machado não se satisfazia apenas em contar histórias, mas em analisar a alma humana.